Jamboree especial - Ken Boothe direto da Jamaica - 2 shows!


É com muito orgulho que a You and Me apresenta, pela primeira vez, uma das maiores lendas vivas da Jamaica: KEN BOOTHE!

A espera foi tamanha, que nada melhor do que DOIS SHOWS diferentes para dar conta do repertório, já que hits não faltam, de todas as épocas.

Afinal estamos falando de um cantor que está comemorando 55 anos de carreira

Ken Boothe começou sua jornada no início da década de 60 com apenas 13 anos, como uma crooner-prodígio para o sound system de Sir. Percival. Mas foi em 1963, ao lado de Stranger Cole, que ele iniciou oficialmente sua carreira de gravações.

Dentre os singles gravados entre 63 e 65, destacam-se hits como “World´s affair” e “Artibella”. Esse último foi o ponta pé que faltava para sua carreira decolar. Lançado pelas mãos de Sir Coxsone Dodd, levou o jovem cantor ao topo das paradas locais, abrindo espaço para seu primeiro álbum.

Lançado em 1967 “Mr. Rocksteady”, consolidou Ken Boothe um dos maiores fenômenos da música Jamaicana, o levando para além dos topos de paradas e tours inéditas nos EUA, Canada e Inglaterra.

Reconhecido como uma das mais belas vozes da Jamaica, Ken Boothe tem seu estilo inspirado no soul norte americano, evocando nomes como Otis Redding, Wilson Picket, Syl Johnson e Marvin Gaye.

Alias, foi através dessa maneira de cantar com a alma, comum entre cantores de soul, que Ken Boothe em 1974, levou sua versão de “Everything I Own” ao número 1 das paradas britânicas. Originalmente gravada pelo grupo estadunidense “Bread” a música, tinha atingido apenas a posição de número 5 nas paradas.

Nessas mais de 5 décadas de carreira, Mr. Ken Boothe lançou mais de 20 discos de estúdio, centenas de singles, gravou com todos os mestres da produção jamaicana, criou inúmeros hits e cantou em todas partes do planeta.

Hoje, aos 70 anos idade, com toda a energia de quem tem a vida baseada na música, irá nos brindar, pela primeira vez, com 2 shows inéditos e exclusivos!

Esperem escutar todos os clássicos de sua carreira nas duas noites mas com diferentes raridades em cada show! Do Ska, passando pelo Rocksteady até o Reggae Roots.

Ahhh e vale relembrar: Antes e depois do show teremos a seleção de pedradas da ilha por Jurassic sound que agora tem SYSTEM! Novo sistema de som estreando na pista, aguardem pois a situação será ((grave))!

JAMBOREE recebe KEN BOOTHE celebrando 55 anos de carreira – 2 shows!

Fabrique Club
Rua Barra Funda 1071
Sexta 14/09 - https://bit.ly/2swo6rf
Sábado 15/09 - https://bit.ly/2kObmIo
23 horas
Primeiro lote: R$ 60(apenas online) ESGOTADO
Segundo Lote: R$ 80
Terceiro Lote: 100
Aceitamos todos cartões(débito e crédito), parcelamos em até 10x e também temos boleto.

INGRESSOS PARA SEXTA-FEIRA

INGRESSOS PARA SÁBADO
<span style=" white="" x-large="">

Release - The Congos na JAMBOREE

The Congos se apresentam em São Paulo para comemorar um dos álbuns mais icônicos do reggae

O grupo vem da Jamaica em formação completa para celebrar os 40 anos do disco “Heart of the Congos”, produzido por Lee Perry.


A produtora You & Me e a Riddim Agency apresentam, direto da Jamaica, os lendários Cedric Myton, Ashanti Roy, Watty Burnett e Kenroy Fyffe, mais conhecidos como o grupo de música jamaicana The Congos.
O quarteto vocal volta ao Brasil em maio, dessa vez com formação original e completa, incluindo a voz de Watty Burnett, que havia deixado o grupo há alguns anos.
No show, que ocorrerá na festa Jambore, conhecido reduto paulistano de artistas da velha escola da Jamaica, o The Congos vai interpretar as músicas de seu disco Heart of the Congos, que no ano passado completou 40 anos.
O mítico álbum gravado por Lee Scratch Perry é considerado a maior obra do produtor e um dos melhores discos da história do reggae. O trabalho, primordial para compreender a música jamaicana, mostra uma fusão de ritmos, efeitos, percussão rastafáris conhecidas como nyahbinghi, letras fortes e harmonias impecáveis.
Não é à toa que a revista Rolling Stones escolheu o álbum Heart of Congos como um dos 40 álbuns mais “chapados”da indústria fonográfica, ao lado de Dark Side of the Moon de Pink Floyd, e também um dos 100 melhores álbuns de estreia de um grupo na história da música.
100 Best Debut Albums of All Time - From the Beatles to Nas and beyond

The 40 Greatest Stoner Albums - From Pink Floyd and the Grateful Dead to Massive Attack and the Flaming Lips

Para acompanhar essa apresentação exclusiva na capital paulista, os membros do grupo brasileiro Leões de Israel serão os músicos de apoio dos jamaicanos.
A noite também conta com a famosa discotecagem de ritmos jamaicanos direto do vinil em formato Soundsystem, com apresentações de Jurassic e Dubversão Sistema de Som.
SERVIÇO
The Congos em São Paulo
Data: 26/05 (sábado)
Local: Fabrique Club (Rua Barra Funda, 1071 – Barra Funda)
Horário: a partir das 22h
Ingressos:
1º Lote: R$ 50 ESGOTADO
2º Lote: R$ 60 ESGOTADO
3º Lote: R$ 80
Vendas online – Sympla (sujeito a taxa de conveniência)
Ponto de venda sem taxa de conveniência: Loja Belli Roots (Rua 24 de Maio, 116 – Loja 28).
Sobre a Jamboree
Festa que celebra os velhos ritmos jamaicanos, especialmente das décadas de 60 e 70. O evento é realizado pela produtora You&Me on a Jamboree, que em 12 anos já trouxe da Jamaica artistas como Mighty Diamonds, Johnny Clarke, Pioneers, King Stitt, Dennis Alcapone e diversos outros.

Dubversão amplifica Jurassic Sound - Show do Congos na Jamboree


The Congos em um show inédito que ficará para a história do reggae nacional! Formação mais que completa para interpretar na íntegra, 40 anos depois, um dos discos mais icônicos da música jamaicana, o “The Heart of Congos”, considerado o álbum mais importante entre os trabalhos do produtor Lee Perry.
E encerrando um ciclo de Jamborees amplificadas por sound system de amigos, nós trouxemos para a pista do nosso baile, um convidado mais do que especial: Dubversao Sistema de som.
Relembrando o antigo encontro entre as duas equipes de som no quintal do Eca na Usp, 10 anos atrás!
O sistema de som pioneiro da cidade irá amplificar a seleção da Jurassic nessa edição especial da festa, que contará com o show exclusivo do The Congos, com formação completa interpretando o clássico disco de estréia "Heart of Congos", que acaba de completar 40 anos.
E no segundo semestre teremos de volta as ruas, de volta com festa nova, de volta com sistema de som novo...
Jurassic sound system, o primeiro sound system dedicado a velha escola da música jamaicana do Brasil.


JAMBOREE recebe THE CONGOS interpretando o disco HEART OF THE CONGOS – 40 anos.

Fabrique Club
Rua Barra Funda 1071
26/05
22 horas


Ingressos antecipados PELO SYMPLA Aceitamos todos cartões(débito e crédito), parcelamos em até 10x e também temos boleto.
Primeiro lote: R$ 50 (ESGOTADO)
SegUndo Lote: R$ 60 (Término dia 24/04 ou até acabar o lote)
Terceiro Lote: R$ 80

INGRESSOS ONLINE - > http://bit.ly/2phuRLk

Ponto de venda de INGRESSOS FÍSICOS apenas em dinheiro.
Loja Belli Roots - Rua 24 de Maio, 116 - Loja 28 -
TEL: (11) 32248882

PROIBIDA A ENTRADA DE MENORES DE 18 ANOS

You&Me on a Jamboree apresenta - THE CONGOS & LEÕES DE ISRAEL



You and Me & Riddim Agency apresentam, direto da Jamaica, os lendários: Cedric Myton, Ashanti Roy, Watty Burnett e Kenroy Fyffe, mais conhecidos como THE CONGOS!
O quarteto vocal volta ao Brasil, e dessa vez com formação original & completa, incluindo a voz do trovão Watty Burnett que havia deixado o grupo há alguns anos.
Como situações especiais merecem eventos especiais, teremos um show inédito:
The Congos interpreta o disco Heart of The Congos – 40 ANOS!
O mítico álbum gravado por Lee Scratch Perry, acaba de completar 4 décadas e é considerado por muitos um dos melhores discos da história do Reggae (escolhido por veículos como Rolling Stones e BBC, uma das obras essenciais para compreender a música jamaicana). O trabalho mostra uma fusão de ritmos, efeitos espaciais, percussão rasta, letras fortes, harmonias impecáveis e uma baita cozinha!
Para acompanhar esse show EXCLUSIVO, teremos nossos amigos do Leões de Israel fazendo a releitura fiel do álbum que contou com músicos como Boris Gardiner, Ernest Ranglin, Sly, Winston Wright, entre outros.
Na pista teremos mais uma ocasião especial. Esta será a última amplificação de uma Jamboree feita por um Sound System amigo. No segundo semestre teremos a estreia de uma nova aparelhagem de som, por isso nosso parceiro nessa edição será mais do que especial... aguardem!
Esperamos todos vocês para mais uma celebração especial em homenagem à velha escola da música jamaicana .
Y&M - home of old hits.
JAMBOREE recebe THE CONGOS interpretando o disco HEART OF THE CONGOS – 40 anos.
Fabrique Club
Rua Barra Funda 1071
26/05
22 horas
Ingressos antecipados: http://bit.ly/2phuRLk
Primeiro lote: R$ 50
SegUndo Lote: R$ 60
Terceiro Lote: 80
Aceitamos todos cartões(débito e crédito), parcelamos em até 10x e também temos boleto.
Ponto de venda de ingressos físicos:
**A partir da próxima semana**



Entendendo a música - Pioneers - Ali Button




No folclore jamaicano, Alli/Ali Button é uma pessoa que trabalha por uma remuneração muito pequena e frequentemente é explorado pelos empregadores.
Em alguns lugares também são conhecidos como "Cunnu Munnu" (Simpleton).
Nesta música, os Pioneers abordam questões sociais no contexto jamaicano com crenças em bruxarias e magias negras. Interpretam a exploração como uma forma de maldição lançada sobre alguns indivíduos.
A música começa com o verso
See dem a galang deh ( See dem dem dem, se de dem a galang deh)
Alli Alli Button a wuk fi nutten.
But when dem done, dem a gwan like supp'n de pon dem.
Dem tyle (toil) so hard, duppy de up a yard."
Aqui ele fala sobre um aparente feitiço lançado sobre eles.
"Supp'n de pon dem" sugere uma espécie de Duppie, uma palavra do patoá jamaicano, originária da África Oeste, que significa fantasma ou espírito.
Grande parte do folclore do Caribe gira em torno dos duppies. Os Duppies são, geralmente, considerados espíritos malévolos.
Na cultura Jamaicana, acredita-se que uma pessoa possui duas almas - uma boa alma e uma alma terrestre.
Na morte, a alma boa vai ao céu ser julgada por Deus, enquanto o espírito terrestre permanece durante três dias no caixão de defunto com o corpo, onde ele pode se tornar um Duppy.
A figura Duppy era muito forte entre um dos mais místicos jamaicanos, Lee Perry.
Reza a lenda que Bob Marley queixava-se ao mago de que a fama atraia muitos sanguessugas. Lee Peery o consolou dizendo "somos conquistadores de duppies." Bob então passou a escrever "Duppy Conqueror".
Vários outros artistas jamaicanos registraram canções que se referem a Duppies, como Bunny Wailer's em "Duppy Gun", Derrick Morgan em "A no Duppy", Ernie Smith's "Duppy Gun-Man" e a clássica Duppy Jamboree, um poema jamaicano interpretado por vários artistas, entre eles Byronn Lee & The Dragonaires.
Fonte: The Pioneers: First Book of Proverbs and Social Commentary in and of the Songs

Lloyd Parks tem álbum raro relançado com faixas inéditas

Lloyd Parks está de volta com álbum novo.

Depois do álbum Fix it Back, de 2014, com músicas inéditas, e o Time a god Dread em 2016, o ex vocalista do grupo de rocksteady Termites tá de volta.

Dessa vez trata-se do relançamento do álbum Meet The People.


Gravado no estúdio de Joe Gibbs e lançado em 1978 apenas na Jamaica, o trabalho teve poucas cópias, o que logo se tornou um material raro.


Agora, a gravadora Pressure Sounds relança o tão procurado álbum em sua forma original no vinil, com oito faixas, e um CD com seis Bônus de versões.


Para quem se interessar, temos a playlist com trechos dos sons.